Estudando a Carta Apostólica “Rosarium Virginis Mariae” – Parte 1.

† Pax Christi

    Vamos fazer a partir de agora um interessante estudo sistemático sobre o Rosário do Santíssimo Senhor Jesus e de Sua Mãe e Serva, a Santíssima Virgem Maria. Não iremos dar ênfase ao caráter histórico, nem mesmo sobre a apresentação do documento, mas sim, faremos uma análise do seu conteúdo e começaremos já pela rica introdução…

    Segue-se aqui a apresentação do documento.

“Carta Apostólica ROSARIUM VIRGINIS MARIAE”, do Sumo Pontífice JOÃO PAULO II, dirigida aos Bispos e Patriarcas, a todo o clero dedicado a Cristo e aos demais fiéis, inclusive laicos, sobre a cristocêntrica oração do Rosário Mariano.

Aqui começaremos a análise do importante “conjunto literário” (excelente, diga-se de passagem) da “Rosário Virginis Mariae” :

Este slideshow necessita de JavaScript.

Analisando a introdução – Parte 1 – A:

O Rosário da Virgem Maria (Rosarium Virginis Mariae), que ao sopro do Espírito de Deus se foi formando gradualmente no segundo Milénio, é oração amada por numerosos Santos e estimulada pelo Magistério. Na sua simplicidade e profundidade, permanece, mesmo no terceiro Milénio recém iniciado, uma oração de grande significado e destinada a produzir frutos de santidade. Ela enquadra-se perfeitamente no caminho espiritual de um cristianismo que, passados dois mil anos, nada perdeu do seu frescor original, e sente-se impulsionado pelo Espírito de Deus a « fazer-se ao largo » (duc in altum!) para reafirmar, melhor « gritar » Cristo ao mundo como Senhor e Salvador, como « caminho, verdade e vida » (Jo 14, 6), como « o fim da história humana, o ponto para onde tendem os desejos da história e da civilização »

Análise:

1 – A oração do Sagrado Rosário foi gradativamente formada, segundo os valores do cristianismo e de acordo com a sigilosa inspiração de Deus, Espírito e Santificador. Assim foi “construído” o Sacro Rosário cristológico ao longo dos tempos.

2 – É oração simples e profunda.

3 – É oração enriquecida de grandes significados bíblicos ou seja, teológicos.

4 – É destinada ao principal: à união com Deus, à santificação… É oração que enche e preenche o orante com a maravilhosa graça de Deus…

5 – É oração que santifica e se levada até o fim da vida, na fidelidade da obediência aos mandamentos, é oração que salva.

6 – É oração do passado: está relacionada à origem da Igreja, que é o próprio Cristo… É oração do presente: o Espírito Santo nos chama à oração incensante… É oração do futuro: mantém a unidade da Igreja ao longos dos tempos.

7 – É oração CRISTOCÊNTRICA: JESUS é o tempo todo anunciado no ROSÁRIO DA VIRGEM MARIA… MÃE E FILHO, FILHO E MÃE são apresentados ao mundo nesta profética “rede de mistérios de Deus”, que o Rosário “em si mesmo” é.

8 – Cristo é a referência maior da humanidade, é a sua finalidade, é o SEU VERDADEIRO E PLENO FIM… Isto ensina o Sagrado Rosário de Cristo e de Maria.

Analisando a introdução – Parte 1 – B:

O Rosário, de fato, ainda que caracterizado pela sua fisionomia mariana, no seu âmago é oração cristológica. Na sobriedade dos seus elementos, concentra a profundidade de toda a mensagem evangélica, da qual é quase um compêndio. Nele ecoa a oração de Maria, o seu perene Magnificat pela obra da Encarnação redentora iniciada no seu ventre virginal. Com ele, o povo cristão frequenta a escola de Maria, para deixar-se introduzir na contemplação da beleza do rosto de Cristo e na experiência da profundidade do seu amor. Mediante o Rosário, o crente alcança a graça em abundância, como se a recebesse das mesmas mãos da Mãe do Redentor.

Análise:

1 – Exatamente por ser oração mariana, é que o Rosário é oração cristológica, visto que a importância da Virgem Maria deriva do fato de ter sido obediente a Deus pelo mistério da Fé e também por ter agraciadamente se tornado Mãe do Senhor Jesus. A importância de Maria decorre da obediência a Deus e da maternidade em relação ao Seu Filho Jesus Cristo. Maria é importante porque Cristo é importante.

2 – O Rosário é uma “rede” de orações onde os mistérios evangélicos, ou seja, do Evangelho de Cristo, são destacados… O Rosário é a “concentração” dos mistérios mais importantes da Vida de Cristo e daqueles com que Ele se relacionam, do Seu Eterno Pai, Nosso Deus, do Espírito Santo que tudo pode criar, santificar e salvar… O Rosário é uma rede de mistérios onde Cristo, a Virgem Maria e a Igreja se unem invisivelmente: graça e santidade estão no Rosário de Cristo e de Maria.

3 –  O Rosário é uma oração que nos recorda sobre A ALMA de CRISTO, A SAGRADA FACE de CRISTO, O SANGUE de CRISTO, O CORPO de CRISTO: é oração dos tempos, de todos os tempos, do começo, da origem da criação, do tempo presente e do fim dos tempos… É a oração dedicada à glória do DEUS ÚNICO QUE SE TORNOU HOMEM E QUE AGORA TEM MÃE: é oração que honra e adora Cristo, o Senhor.

4 – O Rosário é oração de “união” entre: JESUS CRISTO (o HOMEM), a VIRGEM MARIA (a MULHER) e cada fiel, que põe a sua esperança no nome de DEUS.

Daremos então sequência analítica ao documento da Igreja nos próximos “posts”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

*  *  *  *  *

Christo Nihil Praeponere!

Barra de Links - Catholic Photos 1 - Tipo 1.1

Barra de Links - Catholic Photos 2 - Tipo 2

Barra de Links - Hagiografia - Tipo 1.1

Barra de Links - Sagrado Catecismo - Tipo 1.1

Barra de Links - Multi-Catechism - Tipo 1

CI-P!CIAf-P!CIA-P!CIB-P!CIC-P!CIE-P!CIJ-P!CIL-P!CIM-P!CIO-P!CIU-P!

*  *  *  *  *

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s